Monday, August 17, 2009

A entrevista do Sócrates com o Órvar do Múm

O Múm é uma banda islandesa que faz um som delicado e etéreo que adoro. O Órvar toca vários instrumentos, canta e decidiu entrevistar o Sócrates, ex-jogador que ele classifica como uma "lenda". Tinha realmente um futebol clássico e elegante, mas destilou tanto marxismo na entrevista que não resisto a transcrever algumas de suas respostas. Sobre a "democracia corintiana": "Corinthians democracy is a revolutionary example, where all decisions of collective interest were brought to vote without discrimination of race, religion, political power or economic, professional value or charge. Without privileges of any order. The simplest employer - the wardrober, for example - had their votes in the same weight as the director of the team or the best player or the last book that never play." Ou seja, pro "doutor", o roupeiro deve ter o mesmo peso na tomada das decisões que o dono do time. Imagine o seguinte: você quer abrir uma loja qualquer. Pra isso, você tem que poupar ou pedir dinheiro emprestado pra iniciar o negócio. Depois você tem que, como diria os economistas, organizar os fatores de produção, escolhendo fornecedores, contratando empregados e arcando com todos os custos burocráticos e riscos da empreitada. Mas, se você é um robô replicador de ladainha marxista como o "doutor", o entregador da loja tem o mesmo direito de decidir os rumos da empresa que você. Sobre o coletivismo do futebol: "Besides being the most collective of the sports in which there is (not?) a player who determines the victory or defeat as in volleyball (elevator) in baseball (pitcher) or American-football (quarter-back), the football is given the luxury of allow the worst to win. Nothing more Marxist or Gramscian than this sport." Que bobagem. Um time de vôlei depende do jogo coletivo tanto quanto um de futebol. E a frase final não deixa dúvida qual a ideologia que o figura acha bacana. "The modern man stopped showing himself but accepts to be painted according to a dominant ideology, since it only gives you access to consumer goods that sells ideology as synonymous of happiness." Ao mesmo tempo em que condena o individualismo do homem moderno (quem nunca ouviu esse chororô?), o socialismo do "doutor" acha que o homem "aceitou ser pintado de acordo com a ideologia dominante", que imagino ser o capitalismo. Ou seja, o homem foi levado por forças malignas a se comportar como um indivíduo, a ter liberdade de escolha. Que coisa horrível, não? E, não sei se o Sócrates concorda, um "bem de consumo" como a comida certamente ajuda na felicidade do "homem moderno". "I hear everything, but Chico Buarque de Holanda, the Cuban Pablo Milanes and Chilean Violeta Parra are among many, my favorites." Não me diga! (http://drownedinsound.com/in_depth/4137597-artist-n-artist--%C3%B6rvar-from-m%C3%BAm-meets-s%C3%B3crates?mum).

18 comments:

Anonymous said...

Liberdade de escolha desde que seja a liberdade escolhida pelo partidão. O mano Chavez é que prende e arrebenta, sem ter que ficar dando desculpa esfarrapada de esquerdista de butique. E os manos aqui aplaudindo. Faça-me o favor!
Por que o mano Sócrates não vive em Cuba ajudando o povaréu com seu diploma de doutor? Thiago.

Anonymous said...

Sai o post etílico abaixo e entra Sócrates e suas branquinhas amestradas!

Anonymous said...

Outro dia vi o uochintão Olivetto
em Ipanema, de bermudão de teenager e sandália croc. Uma obra prima de ridículo senil.O cara era da democracia curintiana, mano. Será que socializou o Porsche também?

Anonymous said...

Quantas copas o dotô ganhô mesmo?

Anonymous said...

Chico Milanes Parra, que time!

Anonymous said...

Tudo donzelinha sonhadora de 15 anos.

sol-moras-segabinaze said...

Não vou falar em Trio Parada Dura porque sou um cara mui original e sei reconhecer quando uma expressão já deu o que tinha que dar.

Anonymous said...

Alto lá, rapaziada. Sócrates é uma lenda. Falou bobagem como todo mundo. Chico, Milanes e Parra são tudo de bom. Esquerdistas, e daí?
Não é pra ficar caindo de pau em cima deles porque não tocam do jeito que a banda de vocês toca.
Claro que Olivetto de sandália croc aos 70 anos é meio muito, mas o que é que vcs tem a ver com isso?
Ridículos ou não, são as nossas lendas, nossos espelhos. Abigail

Anonymous said...

O dotô não ganhou copa alguma, mas fez um monte de gol de letra, vale?

Anonymous said...

D. Abigail, como todo respeito, nossos espelhos é o cacete!

Anonymous said...

O dotô tem saldo na balança, concordo, mas vai perder se continuar a falar besteira. Thiago

Anonymous said...

Abigail, concordo em parte. Eles tem todo o direito de falar besteira, mas não são lendas não.
Lenda é Garrincha. Se o cara não é titular da seleção brasileira de todos os tempos, não é lenda. Além de fazer gol de letra, fazia o que?
É invenção de paulista com inveja do Zico.

Anonymous said...

O lance do cara é tomar chpe no Pinguim, lá em Ribeirão Preto, não faz mal a ninguém, deixa o cara o paz, ele não merece isso. Esse negócio de democracia foi golpe de marketing pra criar um case de propaganda e ficar pra história, como ficou.ACM também ficou, e daí?

Anonymous said...

Invençaõ de paulista, assim como Falcão é invenção de gaucho. Um Tostão vale dez Sócrates. Tostão também é médico, foi campeão do mundo, e não vive falando besteira.

Anonymous said...

Anonymous darling, pra anônimo não
dou nem bom dia.Abigail

Anonymous said...

Peraí, comparou ACM com Sócrates é pesado...

Anonymous said...

Falou tudo, Tostão vale dez Sócrates.

Anonymous said...

Abigail, você é paulista, meu?