Friday, August 07, 2009

Ayn Rand

Bem distante do caminho do meio, Ayn Rand consegue despertar repulsa tanto em socialistas quanto em alguns liberais. No último caso, desconfio que por causa da sua oposição, oh!, radical a qualquer religião ou misticismo. De qualquer maneira, eis uma pensadora que dá o que pensar. Não encaro o que ela diz como uma Bíblia, obviamente, mas não deixo de admirar a sua visão heróica, e provavelmente um tanto romântica, da razão e da liberdade. Qualquer idéia se sustenta por si só e argumentos de autoridade não valem muito, mas não posso deixar de colocar aqui as declarações de algumas celebridades sobre ela: Hugh Heffner: "The Fountainhead is a compelling tribute to man's quest to personal freedom". Angelina Jolie: "I just think [Ayn Rand] has a very interesting philosophy...You reevaluate your own life and what's important to you." Christina Ricci: "My favorite book is The Fountainhead...I relate to it because of the idea that you're not a bad person if you don't love everyone." Vince Vaughn: "The last book I read was the book I've been rereading most of my life - The Fountainhead." Rob Lowe: "Atlas Shrugged by Ayn Rand is a stupendous achievement and I just adore it." Eva Mendes: "Any potential boyfriend has to be an Ayn Rand fan." Como se vê, não são apenas seres do submundo ideológico que lêem e entendem o que a russa que escapou do comunismo queria dizer. (http://www.motherjones.com/media/2009/07/im-rand )

14 comments:

João Pequeno said...

Legal, suas chances com a gostosa da Eva Mendes aumentaram.

sol-moras-segabinaze said...

Iupi!

Anonymous said...

Eva Mendes, irmã de Luis Mendes, o da palavra fácil. Não é fácil ser Eva Mendes. Não é fácil ser Luis Mendes, mas é Facit. Não é delírio.
Quer dizer, é um pouco, mas o que não é? Alonso Ferreira.

Anonymous said...

Os russos, quando traduzidos, sempre tem alguma coisa a dizer. Nixon traduziu os russos muito bem.
Depois foi traduzir os chineses e deu no que deu.

Anonymous said...

Não entendi os dois posts acima, alguém poderia me explicar?

sol-moras-segabinaze said...

Show.

sol-moras-segabinaze said...

Ou melhor, tchole.

Anonymous said...

Caro anônimo, "seres do submundo ideológico" é a senha da compreensão, entendeu? Faz um esforcinho, vai, anônimo, na boa.
abraços, alonso ferreira

Anonymous said...

A ideologia dela era não ter ideologia alguma. Parece frase de Osvald de Andrade, outro que sassaricava na esquerda e colocava seus ovos na direita, como diria mestre Millôr, mas é verdade. Além de ser feia como Gertrud Stein - parece que é condição sine qua non pra mulher escrever bem, a menos que vcs considerem ligias fagundes boas autoras - ela também andou cruzando a fronteira num tempo em que cruzar a fronteira era ser quase crucificado. Não sei se teve seu Hemingway como menino de recados, ou Picasso como pintor, nem se conheceu Osvald sempre a bordo de Tarsila no atelier da rue de clichy - com direito a eventual Paulo Prado em litígios cafezísticos e frase definitiva. Foram bons tempos, ricos tanto quanto um bom escritor desejaria viver. Enquanto isso, Fitzgerald chafurdava na lama de Hollywood; o escritor, não o filho do contrabandista de uísque.

Fabio said...

Ayn Rand pediu pra não ser respeitada. Jogou Kant, que pode até ter criado monstros, mas merece resposta, no lixo sem ter lido.

Anonymous said...

Continuo não entendendo os posts lá de cima, não entendendo o post que explicaria o post, e muito menos entendendo o que a Tarsila tem a ver com isso. Kant, então, nem se fala.

Sebastian Volta said...

Putz... os comentários, nesse post, estão bizarros... Rand tinha ideologia sim -- capitalismo e objetivismo -- e leu Kant muito bem. Apesar d'eu discordar de algumas concepções epistemológicas dela, acho-a uma pessoa fascinante. E não podemos esquecer da influência dela para a banda Rush! O épico "2112" é totalmente baseado na novela "Anthem" de Rand!

Anonymous said...

ayn rand teria morrido de fome não fossem os comunistas e sua empatia

sol-moras-segabinaze said...

Vou assumir que você não sabe o que "empatia" significa.