Tuesday, June 02, 2009

O ungido americano e a economia

Os economistas do Obama, os Krugman da vida, não são oniscientes, são, na verdade, keynesianos e as suas receitas pra crise são as mesmas que causaram a própria crise. Ou seja, crédito fácil, juros abaixo do nível de mercado, impressão desenfreada de dinheiro e resgate de empresas falidas. O tal “estímulo” vai prolongar o problema e, se bobear, levar os EUA a uma espiral inflacionária. Claro que, quando isso acontecer, a culpa vai recair novamente no “mercado desregulado” mais regulado do mundo. Sabe como é, a propaganda é mesmo a alma do negócio e a ignorância sobre um assunto um tanto complexo como a economia é disseminada. Mas não torço contra, quero os EUA bem, mas as evidências são muito fortes, estão hiper-endividados e consumindo muito mais do que produzindo. A sorte deles é que o mundo ainda usa o dólar como lastro. Ainda.

3 comments:

Raphael Vasconcellos said...

Agora será o yuan? :)

sol-moras-segabinaze said...

Acho que não. Talvez seja a hora do ressurgimento do ouro como lastro.

moscaazul said...

O sonho d Chávez seria o ouro negro como lastro.

Mas duvido muito que o ouro, ouro, volte a ser padrão. Não há debates sobre isso nem sombra de um movimento que defenda essa posição.