Tuesday, June 30, 2009

O #forasarney ou um novo iluminismo

Cheguei há pouco no twitter, mas já deu pra perceber que o negócio ali é agitado. Há uma militância doida pra fazer a diferença e a presença de celebridades e semi-celebridades fortalece essa intenção. Então a última é o apelo pelo afastamento do Sarney do Senado. Não tenho nada a favor do Sarney, cujo estado natal é um dos mais pobres do Brasil e cujo partido apóia qualquer um que esteja no poder. Sabe como é, os princípios de fato norteiam as ações dessa gente. Mas, veja bem, tirar o Sarney dali não resolve nada. Entra outro no lugar e a corrupção e o tráfico de influência permanecem inalterados. O PT passou vinte anos denunciando Deus e o mundo pra chegar no poder e cometer exatamente os mesmos deslizes dos governos anteriores. E a causa disso é o enorme poder dado ao governo, que tem ingerência nos mínimos detalhes da vida cotidiana do país. Nada anda no Brasil sem o carimbo de algum político ou burocrata. Isso dá muita margem pro abuso de poder. Não é questão de colocar "a pessoa certa", é questão dos incentivos dados pelo modelo. Os políticos não são diferentes da maioria da população, são mesmo um reflexo. Foram as próprias pessoas que legitimaram esse status quo, reivindicando que o estado assumisse funções que não deveria assumir. Como resolver isso? Separando o estado da economia, como um dia - nos países civilizados - se separou da religião.

4 comments:

Ozzie said...

Apenas três colocações:

1) Realmente, não basta tirar o Sarney. Mas sim prendê-lo e todos que lhe foram cúmplices.

2) O PT passou 20 anos fingindo que era diferente para quem quis acreditar e ignorou casos como dos seus prefeitos assassinados em esquemas de corrupção. Nasce um idiota a cada minuto, junto deve receber uma bolsa família...

3) O PT não comete deslizes. Não são aloprados. São criminosos. O partido deveria ser extinto por conta do mensalação, Caixa 2 e pela movimentação ilegal em contas externas. Assim como Lula deveria ter sido afastado, a bem do serviço público, há coisa de 3 anos atrás ao menos.

sol-moras-segabinaze said...

De acordo.

Mas isso não aconteceu porque o sistema foi pensado justamente pra proteger os seus, o corporativismo comanda e a não ser que a pressão popular seja muito grande, nada disso vai mudar.

Ozzie said...

Precisamos mudar este sistema, o problema é que as pessoas que temos para empreender as mudanças não valem nada. Não deveriam concorrer nem a síndico de prédio.

Esse é o resultado de pelo menos 2 gerações desinteressadas por política. Como se diz: Quem não gosta de política terá que se submeter a política de quem gosta.

sol-moras-segabinaze said...

Indeed.