Tuesday, March 16, 2010

Fluxo sob o Santo Daime 3

Você aí, garoto urbanóide criado a leite com pêra, vem provar o leite da mãe natureza. Não tem proselitismo ou poluição, a beberagem foi aprovada pela Vigilância Sanitária e pelo Mestre Irineu, de quem sou herdeiro espiritual, pelo menos é o que dizem os meus herdeiros - Padrinho Sebastião ao seu dispor. Você aí, que fica adorando o dinheiro e andando de um lado pro outro que nem um zumbi, você não tá servindo mais nem como extra nos filmes do George Romero, o pai do Romerito. "Mas Padrinho Sebastião, o leite com pêra também vem da natureza." Você aí, que fica disfarçando a frustração com lógica e deboche, você tem um encontro marcado com aquele livro do Fernando Sabino que tudo mundo cita e você nunca leu. "Mas Padrinho Sebastião, eu não leio mais ficções". Você aí, que se acha acima das ficções, dá um gole aqui e toma no cu tranquilo.

6 comments:

Anonymous said...

Quero saber de conversaria revesada não. Quero saber de dedo na minha cara não. Comigo é no talo
e na tala. Se num for eu chego o reio. Sou descascadô de barba com pele e tudo. Tenho para mim.

Anonymous said...

Vi uns trem estranho pra banda do poente. Assuntei padrim. Padrim falou - vai ver é jaboti comendo jaboticaba. Redargui sem turtuvear:
que é isso, padrim, tá me estranhano? Ele botou os olhim ni mim e disse; se arrelie não. Se não é jaboti, deve ser jaboticaba.
Sei pelas abeia que fica tudo djoida.

Anonymous said...

Padrim conta passopreto de cem em cem, só com os zoim remelento dele.
Um dia eu disse - errou, padrim, tem 145 passo preto e ele secundou no diapasão - cê num contou os dois que ficô pa trás fazendo bestage.

Anonymous said...

Padrim disse pra mim - vai chove preda. Eu cismei que num ia mas pra não provocar entrei pra dentro.

Anonymous said...

Passei o corgo perto dos calipal e dei de cara com a onça, saí correndo. Padrinho quis saber: porque não chamou padrinho?Dei de ombro. Ele falou - quem tem padrim
não morre cagão. Concrodei.

sol-moras-segabinaze said...

hehehe