Wednesday, September 30, 2009

Nozick em negrito

A terminologia da arte filosófica é coercitiva: Argumentos são mais poderosos e melhores quando eles são decisivos, argumentos forçam você a uma conclusão, se você acredita nas premissas você tem que ou é obrigado a acreditar na conclusão, alguns argumentos já não têm tanta força, e assim por diante. Um argumento filosófico é uma tentativa de convencer alguém de alguma coisa, ele querendo ou não querendo ser convencido. Se eu exemplifico um argumento a favor da gravidade (tipo segurar uma maçã e depois soltá-la), não importa se o outro quer ou não ser "convencido", o argumento é verdadeiro independentemente da sua opinião. A realidade existe. Um argumento filosófico eficiente, um argumento forte, obriga alguém a se convencer. Por que os filósofos estão determinados a obrigar os outros a se convencer de coisas? Porque é melhor viver da verdade do que da mentira. "Melhor" porque o que é verdadeiro favorece a vida. "O sangue escolhe viver". Não só favorece a vida da própria pessoa como a vida daqueles que a cercam. Esta é uma boa maneira de se comportar frente a alguém? Eu acho que não podemos aperfeiçoar as pessoas dessa maneira. Argumentação filosófica, tentando convencer alguém de alguma coisa, ele querendo ou não querendo ser convencido, não é, como eu venho defendendo, uma boa maneira de se comportar frente a alguém. A filosofia, sendo entendida como a "busca pela verdade", não se trata de um concurso de boas maneiras. Se os fatos mostram que A é verdade e B é mentira, o meu bom-mocismo diplomático não vai ajudar ninguém, ao contrário, vai fazer o erro e as suas conseqüências perdurarem. (http://www.mises.org.br/EbookChapter.aspx?id=36) Aliás, bonitão o Nozick, parecia um ator de cinema. Claro, qualquer um pode ser ator de cinema, você entendeu.

4 comments:

moscaazul said...

Grande Nozick!

sol-moras-segabinaze said...

Desenvolva, Igor, por gentileza.

moscaazul said...

Nada de mais, acho que Nozick foi um dos melhores filósofos (e de verdade) que já defenderam o Estado Mínimo. Acompanhando o título do post, coloquei a frase em negrito.

sol-moras-segabinaze said...

:-)