Thursday, February 04, 2010

Café Capital

Não sou de beber café, mas a minha irmã me presenteou com um Café Capital de meio quilo numa daquelas embalagens antigas de papelão, com o grão moído na hora que perfuma o ambiente com aquele cheiro de trabalho, com o odor da responsabilidade que difere em muito de um aroma Sideritos. Não é sacanagem não, a minha urina fica com um cheiro diferente depois que eu bebo café e vem acompanhada de uma leve dor de barriga, que deve ser a tradução estomacal do sucesso. Por tudo isso, tento evitar. De qualquer maneira, o cheiro é bom, lembra também do café da vovó e o dedo de prosa como se eu fosse um mineiro do interior ao invés de ir logo ao ponto. O que me chamou a atenção sobremaneira foi o slogan do Café Capital: HÁ MAIS DE MEIO SÉCULO FAMOSO. Veja só quem anunciava com cheiro e circunstância o fenômeno das celebridades... As reticências são uma pausa para a reflexão. Eu sei que você sabe que ser famoso não é necessariamente uma coisa boa. "Não existem coisas boas ou ruins, apenas interpretações." Yeah, right. Hitler é famoso há mais de meio século, e aí? Marx é famoso há mais de de meio século, quem já ouviu falar de Mises no Brasil? Sacou, Café Capital - O Capital, ensacou? A malária também é famosa há mais de meio século. E o que dizer da tifo? Tifo é demodé, fala sério. Bons tempos da antiga Guanabara...

12 comments:

Felipe Flexa said...

"Bom mesmo é Café Capital!
(É bom!)
Tomo um, tomo dois, tomo três!
(É bom!)"

Anonymous said...

O Flexa fez jus ao nome e saiu na frente, eu ia mandar o jingle, mas tinha esquecido a segunda parte.

Anonymous said...

Truque culinária para o café ficar mais cheiroso: antes de colocar toda a água quente no coador, jogar só um pouquinho, deixar subir o aroma, e só então colocar toda a água. Abigail.(pronuncia-se Ebgueil. Faço questã.)

Anonymous said...

A pergunta é inevitável: a frase é de alguém, hammmm, famoso?

Anonymous said...

Deveria existir a Caras Meliantes.
Seria assim: "O famoso picareta senador sicrano, convidou o famoso
corrupto do Amapá, para conversar sobre as meias do famoso canalha do DF - que deve estar na cadeia, ou fugindo da polícia, pois não compareceu."

Anonymous said...

Volta e meia leio em algum texto antigo do Brasil colonial, alguma coisa como "a bandeira falhou três dias no Sumidouro por causa de uma famosa trovoada..." Famoso deve ter tido um significado diferente no portugues de Portugal antigo, vou verificar.

Anonymous said...

E Café Pelé, o Craque Café? Hoje não poderia porque seria politicamente incorreto.

Anonymous said...

Até hoje não consegui entender de que ponto de vista o Pão de Açucar foi desenhado no rótulo do Capital.
É de Niterói para o Rio?

Anonymous said...

Antigamente no interior, pegava-se grãos de café, dava-lhes porrada com um pilão, depois jogava-se tudo dentro de uma panela com água fervendo e só então, ao depois, coava-se. O gosto era igual.

Anonymous said...

Tio Clovis Figueiredo, adorável tio da gente, lá de Patrocínio Paulista, até hoje coloca leite quente numa cumbuca, joga um pedaço de goiabada lá dentro, e vai mexendo devagar. No fim do processo, ele toma aquela beberagem e adora. Tem 96 anos. Bebe aquilo tem mais de 90 anos.

Felipe Flexa said...

E o Café Papagaio?

- Papagaio, ela faz um café!!!

sol-moras-segabinaze said...

PA-PA-PA-PA-PAGAIO!