Monday, February 22, 2010

Aos colegas liberais

A prioridade de um liberal que se preocupa com o exercício do poder é expor os seus argumentos da maneira mais clara e convincente possível. Não há como unir conservadores, liberais, libertários e anarcocapitalistas em torno de um programa mínimo contra a esquerda. Tipo uma versão liberal da "Carta ao Povo Brasileiro"... Quer dizer, essa até que seria uma boa idéia. A esquerda mesmo nunca funcionou de maneira uniforme, as gradações são enormes e foi assim, aos trancos e barrancos, com teses e contrateses, que o esquerdismo alcançou a hegemonia cultural. Lógico que o exercício do poder exige certas composições que o purista pode deplorar e o pragmático relevar, mas ambos permanecem importantes: um por ir na raiz dos problemas e o outro por não perder de vista as circunstâncias. Também não se pode esquecer que essa luta é uma maratona e não uma corrida de 100 metros. Um minarquista e um anarcocapitalista são aliados até o dia em que o estado se separe da economia e passe a cuidar apenas da justiça e segurança. A partir daí um vai atuar como força conservadora e o outro como força progressista, de verdade, respeitando o significado dessas palavras. Até lá, todos estão juntos contra o aumento da tutela estatal, seja na questão das drogas, dos impostos, da propriedade e do que for.

4 comments:

Anonymous said...

Sol, no tempo brabo da ditadura, era chique ser de esquerda. Por esta porta fácil passou um monte de gente sem critério, aplaudida por um monte de gente mais sem critério ainda. Ouvi alguém aí falando em cinema novo, desconstrutivismo, instalação?

sol-moras-segabinaze said...

Ouviu sim.

Solano said...

Acho que vai ser difícil para a esquerda manter a sua hegemonia cultural nas próximas décadas. Sob o pretexto da democratização, ela patrocinou uma depauperação temerária e visível da cultura nos últimos anos, e isso acometeu os seus próprios intelectuais. Hoje, um blogueiro liberal ou conservador mediano, comentador bissexto de notícias, põe qualquer um dos medalhões esquerdistas no chinelo. Ainda tem sido possível, para a esquerda, manter um espírito de corriola na mídia, mas acho que o bloqueio, mais cedo ou mais tarde, cairá.

sol-moras-segabinaze said...

Concordo com isso.