Wednesday, August 29, 2007

Viva Zé Rodrix


2 dias após publicar o texto abaixo, vejo no "Gente Boa" do "O Globo" o depoimento do Zé Rodrix, que se demitiu da direção da peça "Rei Lagarto" ao saber que a produção contaria com os incentivos fiscais da Lei Rouanet.
Fiquei sinceramente emocionado com a tal carta, uma poderosa declaração de princípios de alguém que sabe o perigo de se misturar arte e governo. Um trecho:
"Não acredito que o dinheiro de TODOS deva servir para patrocinar a aventura pessoal de ALGUNS, e, quando isto se configura, saio fora. Investimento deve ser feito com dinheiro real que não prejudique o essencial do país. Impostos devem ter fim específico, e o sustento da arte não é, a meu ver, uma dessas essencialidades. Sempre fui um artista que não se privilegiou de nenhum tipo de ligação com estados e governos, em nome de minha própria liberdade."

3 comments:

Alessandro said...

CLAP - CLAP -CLAP -CLAP !!!!

carolina said...

é foda ter que patrocinar aventuras e trapalhadas pessoais de alguns cineastas e diretores teatrais por aí.
mandou bem, zé rodrix!

Sal Paradise said...

O Zé Rodrix sempre foi sensato. Essa é mais uma virtude que se foi com o cara.