Wednesday, August 01, 2007

LIBERAR AS DROGAS! UMA PROPOSTA IDIOTA!


O argumento principal pela legalização é o direito ao nosso próprio corpo, sem o qual nenhum outro direito é possível.
Pois é Johann, como ficariam os diabéticos viciados em açúcar?
O Waldemar pode ser bem intencionado, mas é autoritário. Aliás, o que tem mais por aí é gente assim, que imagina que o mundo deva ser regido pela sua escala de valores.
Waldemar, com a legalização vão existir impostos sobre a comercialização. Esse dinheiro pode bancar a recuperação dos viciados que voluntariamente queiram ser cuidados.
Sou homem, Waldemar. rs
Você tem o direito de propor o que quiser, mas eu tenho o direito de achar a sua proposta estúpida.
Por que esse fundo à parte das drogas? Não faz sentido separá-las de outras coisas que também fazem mal à saúde e sobrecarregam o sistema de saúde pública.
Gordura em excesso faz mal à saúde. Vamos colocar os usuários de óleo, margarina e manteiga nesse fundo também?
E o que dizer dos biscoitos? E a farinha de trigo? Um veneno! rs
Se bem que já estão tentando criminalizar a gordura trans... Melhor nem dar idéia... rs
Percebe a sinuca de bico?
O importante é que as informações estejam disponíveis e que cada um use do seu livre-arbítrio, arcando com as conseqüências dos seus atos.
Você pergunta: existe um modo "saudável" de usar drogas? Ué, o cara pode usá-las recreativamente sem se tornar um escravo delas, tendo uma vida produtiva, certamente que sim. Existem milhares de exemplos.
Waldemar, quando alguém, por exemplo, transa sem camisinha, contrai AIDS e usa o sistema de saúde pública, todos estamos pagando por isso.
Quando alguém se entope de açúcar a vida inteira, desenvolve diabetes e usa o sistema de saúde pública, todos estamos pagando por isso.
O mesmo valeria para as drogas. Qual a diferença?
Os impostos servem pra isso. A não ser que você questione a própria existência de um sistema público de saúde. Aí é outra discussão.
Waldemar, quem está dando voltas aqui é você. Os argumentos estão aí, se as drogas fazem mal à saúde, diversas outras coisas também fazem e nem por isso têm um fundo à parte.
Imagino que você leia Reinaldo Azevedo, com esse seu papo de "baladaboa". Também leio, e gosto quando ele bate no PT e na esquerda, mas ele, como você, é um carola que deixa a lógica de lado quando o assunto é um tabu pra sua religião.
Respeite a lógica, Waldemar, se a droga faz mal, outras coisas também fazem.
"Ok. Então vamos todos pagar pelo mal uso que outros fazem de seu corpo."
Maravilha Waldemar, sem ironia, acho promissor quando alguém chega em um debate com uma posição e tem a grandeza de mudar de opinião se confrontado com argumentos sólidos. Muito bom.
"Agora, e os outros casos. P. Ex. da pessoa que sob influência de droga psicoativa cometer crimes, ou causar prejuízo?"
Quando alguém atenta contra a vida, a liberdade e a propriedade alheias, aí sim o estado deve intervir e punir quem cometeu a infração.

4 comments:

Carlos Dias said...

Discordo de quase tudo que você escreve (sou esquerda semiclichê) mas é ótimo ter alguém com bons argumentos do outro lado.
É duro aturar as estatais da cultura (atores, cineastas e quetais) patrocinadas pela companheirada.

sol-moras-segabinaze said...

Obrigado, Carlos.

Mas seria interessante você esclarecer aonde reside a sua discordância pra gente aprofundar o debate.

Fique à vontade. Abs

Carlos Dias said...

Aprofundo terça na pelada. Desde que você prometa não me driblar...

sol-moras-segabinaze said...

Você sabe que eu não posso te prometer isso. rs