Friday, February 20, 2009

Nacionalismo = Xenofobia

Eu queria ver a reação dos brasileiros que se agarram cheios de brios à bandeira verde e amarela gritando contra a xenofobia alheia caso milhares de bolivianos, venezuelanos, paraguaios e equatorianos invadissem essa terra cheia de encantos mil pra "roubar os nossos empregos e descaracterizar a nossa cultura". Sim, o Brasil não é lá essas coisas, mas esses vizinhos estão em situação ainda pior. Os patrioteiros não conseguem disfarçar o incômodo com os peruanos e suas flautinhas no Centro do Rio, imagine então com uma invasão de gente fugindo do bolivarianismo? Mal toleram a importação de produtos, imagine a importação de pessoas? Ainda mais num estado do bem-estar social que estimula por si só a xenofobia. Se o estado vai garantir uma "vida digna a todos", o imigrante - reagindo a incentivos - aporta nesse lugar atrás dessa tal vida digna. Natural. Assim como é natural a reação dos nativos que vêem a sua cota de bem-estar social diminuir pela lei da escassez. Os europeus, em especial os escandinavos, já estão apertando as leis de imigração, porque esse sistema, no longo prazo, é insustentável. A xenofobia é uma conseqüência lógica da mentalidade socialista e nacionalista.

4 comments:

joão said...

Pô, eu era crente que eram bolivianos.

sol-moras-segabinaze said...

Você tem razão:

"Já se o seu negócio for algo com menos misturas culturais, também há muito o que curtir por aí. No Centro da cidade, na praça próximo ao Menezes Côrtes, os flautistas peruanos, que na verdade são bolivianos de La Paz, já são uma tradição com as suas interpretações dos clássicos mundiais ou canções típicas dos Andes."

http://extra.globo.com/lazer/sessaoExtra/post.asp?t=loco-por-ti-rio&cod_Post=66463&a=177

Luiz Renato said...

Sabe aquele artigo das Constituição que versa sobre a "integração" da América Latina?
Pois é, balela.
Ótimo post.

Norman said...

Não tenho nada contra peruanos ou outros imigrantes que ficam tocando flautinha no centro das cidades.
Sejam bem vindos e tentem ajudar na construção de um Brasil melhor, que aliás, não para de envelhecer e dentro de poucos anos teremos sérios problemas com o sistema previdenciário.
Agora, mandem embora o terrorista Battisti de volta pra Italia. Com a escória da humanidade, temos que ser xenófobos.