Wednesday, May 26, 2010

Hipsters, o efeito colateral sem juízo de valor da prosperidade

Ou aquelas combinações e referências e coloridas e irônicas seriam possíveis num país pobre? Existe algum hipster no Complexo do Alemão? Sem juízo de valor porque é uma espécie de contracultura apolítica e não-ideológica - sem bandeiras, pelo menos é a impressão que eu tenho. Meus amigos são meio indies e os indies são meio hipsters? Beleza, curto a prosperidade e a excentricidade, quero mais é que todo mundo seja feliz, é que ainda há muitas causas a serem defendidas que dizem respeito a essa prosperidade e a esse exercício da excentricidade. Atenção, não há riqueza que se sustente numa sociedade sem uma filosofia dominante que a torne possível. Claro, os hipsters não são obrigados a se engajar politicamente e falar, sei lá, do libertarianismo, ser irônico é uma maneira de ser político também, não é verdade? Mas do que é que eu tava falando mesmo...? Essa parada foi totally hipster, misturar inglês com português é totally hipster, vamos combinar que "vamos combinar" também é totally hipster. É só mais uma moda? Tranquilo, mas é interessante (ou fascinante, se você preferir) notar as diferenças entre as gerações pra estabelecer tendências. Os hippies estavam tentando fugir da sociedade de consumo pra espalhar o amor livre por aí, os hipsters estão totalmente inseridos na sociedade de consumo pra espalhar o fashion blasé por aí.

3 comments:

Anonymous said...

Hipster é aquele sujeito que fica horas olhando uma teia de aranha no canto do museu,analisando a coisa, até a hora em que, avisada pelo segurança, vem a faxineira e tira a teia com um espanador. Hipster desde sempre adora viado. Tipo Andy Warhol. Adora instalação. Cheguei à conclusão de que hipster adora andar na contramão da coisa, desde que a coisa seja chique e saia na coluna social na parte que falam dos "descolados."Hipster odeia ser chamado de descolado porque é termo brasuca, e ele odeia brasuquice. O pior do hipster é que ele acha que está acima da "mediocridade geral".
Ele não conseque perceber que apenas está arranjando um novo modo de ser medíocre - palavra que, por sinal, eles falam com sotaque ingles, sem o acento. Hipster foi menino criado por vó, no sofá, alisando gato angorá - e agora a vó não me venha reclamar!

sol-moras-segabinaze said...

hehehe

DD said...

Veja: http://www.youtube.com/watch?v=kAO4EVMlpwM