Thursday, August 23, 2012

Freixo e as ideologias

As eleições se aproximam e chega o momento em que se ouve a pergunta: "Em quem você vai votar?" Em ninguém, não quero mais dar sanção a esse sistema político. "Mas e o Freixo?" Sou contra qualquer candidato socialista. "Mas ninguém liga mais pra ideologia, já ouviu as propostas dele?" Nem precisa, o cara ainda considera o socialismo uma boa idéia, já é o suficiente. "Mas o capitalismo também é uma porcaria..." Me diga então uma coisa, onde você preferiria viver, na antiga Alemanha Ocidental ou na Oriental? Na Coréia do Sul ou do Norte? "Não se trata disso..." Se trata sim, a Coréia do Norte e a Alemanha Oriental são a conseqüência do socialismo que você - em maior ou menor grau - defende. "Ninguém liga mais pra ideologia..." Dizer que "ninguém liga mais pra ideologia" é o mesmo que dizer que ninguém liga mais pra idéias, e as "propostas do Freixo" são justamente as suas idéias. Quem se imagina *pragmático* e acima das ideologias talvez nem perceba, mas o Pragmatismo também é uma ideologia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Pragmatismo). A coisa vai além disso, claro. Quando você testemunha o horário eleitoral nada gratuito e vê praticamente todos os candidatos prometendo as mesmas coisas, você percebe que existe uma certa homogeneidade ideológica, uma doutrina implícita que alguns podem confundir com o bom senso. A social-democracia dominante (essa mistura de socialismo fabiano, marxismo e nacionalismo) não é uma inevitabilidade da natureza como o movimento das marés, é uma construção ideológica com propagandistas (bem pagos ou não) que cuidam pra que certos interesses estabelecidos não sejam ameaçados por uma ideologia contrária. Por isso que qualquer idéia fora do espectro social-democrata (o liberalismo, por exemplo) é imediatamente desqualificada por esses ideólogos do status quo como coisa de gente ingênua, maluca, paranóica, babaca ou FDP mesmo. Não, o governo não tem a obrigação cósmico-divina de existir e muito menos de controlar a saúde, educação, segurança, transporte, lazer, alimentação, cultura, comércio, emprego, crédito, telecomunicação, meio ambiente, petróleo, minério de ferro, carnaval, entrega de cartas e o escambau, isso é o que as pessoas no poder (e as que querem chegar no poder como o Freixo) querem que você defenda, e não é tão difícil assim de entender o motivo. 

10 comments:

Berenice said...

Bom o PSOL certamente liga para ideologias, tá lá o slogan deles "Socialismo e Liberdade" duas palavras cuja convivência é uma impossibilidade no mundo real.

João said...

"Mas e o Freixo?"

PQP, é assim mesmo. "Mas você não vai votar no Freixo!!!!???", perguntam, como um imperativo categórico. As pessoas legais votam no Freixo. E ponto. Muitas que não são socialistas, mas acham que o PSDB é "direita" e, por isso, não votam em ninguém dele.

"Não voto em socialista", respondo. A réplica é sempre um "aaaahhhhh... ôôôô", o máximo de sofisticação intelectual que sai de quem adota um candidato por default, vestindo camisa com frase boba do Brecht e colando adesivinho

O pior é que nêgo entra nessa corrente para não ficar mal com os amigos, para ser uma "pessoa legal" também.

Então, eu seguia "talvez até votasse no Otávio Leite, por eliminação, se ele não tivesse feito uma poprosta de emenda constitucional visando a tornar inconstitucional qualquer eventual privatização da Petrobras (é esses são os "neoliberais"...). "Mas quêêê, você vai [nem ouviu o fim da frase para saber que, de fato, eu não votarei nele] votar na direita (sic)!!!!??????". É a resposta típica de quem, na hora de se enumerar o que foi (e é) o socialismo nos acusa de "preconceito" (com relato de fatos...) e "exagero" e diz que esse negócio de ideologia não existe mais. Só para um lado, vemos

João said...

Mas o que eu tava indo dizer mesmo é do Babá(ca), ex-deputado e candidato a vereador queimando a bandeira de Israel e depois de dizendo vítima de uma "campanha da dirita sionista" e acusando Israel de ser um "estado racista".

Quer dizer, ele queima a bandeira, mas racistas são os israelenses. Ele faz a Babáquice, mas é vítima de uma campanha da direita. Esses caras nunca são homens sequer de assumirem diretamente o que fazem. Sempre imputam a culpa ao outro pelo que fazem, para continuarem fazendo, cada vez pior.

João said...

Esses endereços abaixo devem ter umas bandeiras israelenses. Acho que vou sugerir ao Babá para dar uma chegada e queimá-las lá

Será que ele topa?

R Ubaldino do Amaral, 40 Loja e. Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20231- ... Krav Magá

Centro de Krav Maga da Ilha do Governador Rua Jair Ramos, 301

Sede FSAKM - Rua Sorocaba, 258 - Botafogo - Rio de Janeiro - Brasil - 21 2226-3807

sol-moras-segabinaze said...

haha

Anonymous said...

Exatamente, Berenice: contradição entre termos. E também a gente anda esquecido que existe um negócio chamado vida real. Nego mete o pé na lama pra sair de casa, ganha 600 real por mês, 20 pratas por dia, gasta 8 pra ir/voltar do trabalho, 10 com o almoço. Por isso a vida dessas pessoas é sair do mundo real que é tão foda pra elas. Aí é que entra o mengão, a cachaça, o crack, os convocados pra seleção, os votos nos salvadores da pátria. Povo é boi.

João said...

Mengão atual só piora a deprê...

Anonymous said...

qual é a obrigação do Estado?

sol-moras-segabinaze said...

Hands off.

Wanderson moraes da silva said...

Um idealista nao tolera o outro quando não comungam do mesmo ideal, e no entanto, os idiotas convivem em armonia...