Tuesday, December 07, 2010

"Concorrência desleal" (4)

A melhor maneira de promover a "concorrência leal" é mantendo o mercado o mais livre possível de interferências e subsídios, longe da arbitrariedade dos agentes do governo, qualquer governo. Veja o mercado de sucos de açaí, por exemplo. Se essas lojas tipo Bibi, Big Polis e Pin Pin decidirem se unir e cartelizar o preço do copo de 300 ml (sem granola) a 5 reais - aumentando em, sei lá, 50% a sua margem de lucro - isso vai motivar o surgimento de novos empreendedores que vão enxergar aí a oportunidade de vender os mesmos 300 ml (sem granola) a 3 reais e ainda ter lucro. Isso, claro, se o governo não estabelecer que somente a galera Bibi-Big-Polis-Pin-Pin (BBPPP) tem o direito de comercializar suco de açaí. Se as empresas que quiserem concorrer forem de capital estrangeiro, pode-se alegar "defesa do interesse nacional", porque as pessoas que gostam de beber açaí podem muito bem pagar 2 reais a mais no copo de 300 ml (sem granola) pela glória da indústria tipicamente brasileira de açaí, não é verdade? Óbvio que os estrangeiros podem contratar então um testa de ferro tipicamente brasileiro pra escapar dessa regrinha e cometer o pecado de vender mais barato que a concorrência, mas o lobby da galera BBPPP é forte e pode argumentar que está sofrendo "concorrência desleal", que os estrangeiros estão praticando "dumping" e que "alguém tem que tomar uma providência pra salvar os nossos empregos". O governo, sensível ao sofrimento de um cartel tipicamente brasileiro, decide subsidiá-lo, pra que ele tenha condição de enfrentar a competição dos "inimigos", os estrangeiros. Então ao invés de baixar o Custo Brasil pra tornar as empresas nacionais competitivas, o governo obriga o fã de açaí a pagar duas vezes: no copo de 300 ml (sem granola) subsidiado e no subsídio em si. Quem realmente sofre "concorrência desleal" tem a língua colorida, só digo isso.

3 comments:

Anonymous said...

Really informative blog post here my friend. I just wanted to comment & say keep up the quality work. I’ve bookmarked your blog just now and I’ll be back to read more in the future my friend! Also well-chosen colors on the theme it goes well with the blog in my modest opinion :)

sol-moras-segabinaze said...

Hello, your name is Bot, Robot.

João said...

Essa me lembrou o filme homônimo de 2000 ou 2001 do Ettore Scola, um dos meus cineastas preferidos.

Na Itália Mussolini, um alfaiate refinado, italiano "da gema", sofre com a concorrência de um judeu que (sacrilééégio) vende roupas prontas (imagina só, a gente só comprando roupa mandando fazer e pegando dias depois...). Durante uma briga, acaba, em um ato reflexo, entregando o segredo do não-prepúcio do cara, que, obviamente, se fode. Depois, o cara se arrepende, pois vê a merda que são os camisas pretas.

Concorrência desleal é isso: apelar ao estado fascista.